Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos
Bancários de Itajubá e Região

Av. Cel. Carneiro Júnior, 57 sls, 605/606, Centro, 37500-018 Itajubá / MG

(35) 3621-1532

sindicato@bancariositajuba.org.br

seeb.itajuba.reg@veloxmail.com.br

Notícias

18/05/2020 - SEEB
AGE ITAÚ

EDITAL DE CONVOCAÇÃO – ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA – SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS BANCÁRIOS DE ITAJUBÁ E REGIÃO – O Presidente da entidade supra, convoca todos os membros da categoria profissional bancária de sua base territorial, da ativa e aposentados, associados ou não, colaboradores do Banco ITAÚ UNIBANCO S/A, para participarem, deliberarem e votarem na AGE do dia 19/05/2020 (terça-feira) às 16:00 horas, em 1ª convocação, ou às 17:00 horas, em 2ª e última convocação, caso não haja quorum na primeira, marcadas ambas para o seguinte endereço: Av. Coronel Carneiro Júnior, 57 – Salas 605/606 – Edifício Dona Helena – Itajubá - MG, constando da ordem do dia as seguintes matérias: 1 – Leitura do Edital de Convocação; 2 – Apreciação e discussão da Minuta de Acordo Coletivo de Trabalho Covid Itaú para o biênio 2020/2021. Itajubá-MG, 18 de Maio de 2020.

 

 

 

Durval Verri Junior

Presidente

13/05/2020 - SEEB
BRADESCO FARÁ TESTES EM VOLUNTÁRIOS

 

Bradesco vai iniciar testes em bancários que se voluntariarem

 

    O Banco Bradesco afirmou que vai oferecer testagem de Covid-19 para os bancários que trabalham na instituição. O primeiros testes ficarão disponíveis para as grandes metrópoles como São Paulo e Rio de Janeiro, onde também a doença avança de maneira mais rápida.

    Para agendar os exames, o bancário deverá se cadastrar conforme orientações internas que, em breve, serão repassadas pelo Bradesco. O procedimento é voluntário, e ninguém será obrigado a realizar os testes, caso não queira.

    O bancário que se cadastrar fará dois exames: o IGM (que mede a infecção) e o IGG (que mede anticorpos). Eles serão feitos pelo Laboratório Fleury. O banco também informou que nas agências com mais de 10 bancários e distantes do laboratório, o Fleury enviará equipe ao local. Nas agências com menos de 10 funcionários e próximas ao laboratório, os trabalhadores deverão se dirigir ao local de coleta.

    O Bradesco divulgou telefones para que bancários tirem suas dúvidas sobre o procedimento para os exames: 0800 701-1212 ou (11) 3684-2149. Segundo o banco, o objetivo da medida é avaliar a utilização do exame e a aceitação dos funcionários.

13/05/2020 - SEEB
VIDEOCONFERÊNCIA COM A FENABAN - 12/05/2020

VIDEOCONFERÊNCIA COM A FENABAN


Na tarde desta terça-feira (12/05), após dois meses de negociações para enfrentamento do Covid 19, ciente da proximidade do pico da pandemia, a Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociação – CEBNN realizou a 6ª reunião por vídeo com a Comissão de Negociação da FENABAN.

Na reunião de ontem, a CEBNN buscou sensibilizar a FENABAN da necessidade de:

 

1)  1- Agilização no atendimento quando trabalhador testar positivo, bem como celeridade na desinfecção do ambiente de trabalho;

2)   2- Padronização na reação para casos de testes positivos;

3)   3- Disponibilização de mais aparelhos de medição de temperatura;

4)   4- Campanha junto aos gestores para não dificultarem o afastamento de colegas com sintomas do covid-19;

 

A FENABAN informou que não tem autorização para negociar as questões objetos das MPs 927 e 936. No entanto, afirmou que há a possibilidade de negociação com cada banco. Salientou que bancos estão convencidos de que a segurança está no distanciamento social, uso de máscaras e higiene adequada.

Lembrou que as negociações possibilitaram a construção de mecanismos de telemedicina adotado, com repercussão positiva para milhares de bancários.

Volta a parabenizar trabalho dos dirigentes sindicais que lograram êxito em negociar o fortalecimento do isolamento social para a categoria, evitando milhares de contaminações e, por conseguinte, salvando muitas vidas.

 

 

A DIRETORIA

14/04/2020 - SEEB
VIDEOCONFERÊNCIA COM A FENABAN

VIDEOCONFERÊNCIA COM A FENABAN

 

   Na tarde desta segunda-feira (13/04), a Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociação – CEBNN realizou a 4ª reunião por vídeo com a Comissão de Negociação da FENABAN, a partir de 13/03/2020, para enfrentamento da pandemia Covid-19.

 

Na reunião  a CEBNN buscou convencer a FENABAN da:

 

1) Importância do uso de máscaras pelos bancários que se encontram atendendo serviços essenciais;

2) Necessidade de apoio da FENABAN para auxílio das autoridades públicas na organização das filas externas, para evitar aglomerações;

3) Exigência de rigorosa limpeza/desinfecção dos teclados, maçanetas, torneiras, pisos, portas giratórias, mobiliário e todo o ambiente das dependências;

4) Entrega de senhas para atendimentos, objetivando reduzir o número de pessoas nas filas;

5) Destacou necessidade do mesmo tratamento dado ao grupo de riscos ao trabalhador que reside com alguém do grupo de risco;

6) Pede que uso do banco de horas e férias sejam facultadas aos trabalhadores;

7) Mais informações à sociedade e aos bancários da importância do destaque do trabalho dos bancários que estão se expondo para atender as atividades essenciais;

8) Solicita tratamento de insalubridade ou periculosidade seja estendido aos bancários que estão se expondo para atender as atividades essenciais;

9) Conveniência de redução excepcional da jornada do almoço objetivando reduzir o tempo de exposição dos bancários que estão atendendo os serviços essenciais;

10) Necessidade de os bancos suportarem os salários dos bancários afastados em decorrência da pandemia;

11) Alerta da proximidade dos períodos de epidemia de H1N1 e de Dengue, que se acumularão com a covid-19;

12) Obrigação de buscarmos encontrar alternativas próprias, para não sermos pautados por MPs; e,

13) Dever de encontrarmos alternativas para evitarmos efeitos de pressões feitas por segmentos que fazem propostas sem visão/preocupação com a sociedade como um todo.

 

A FENABAN informa que não tem autorização para negociar o tema redução de jornada, que ainda não está definido. Alerta que pandemia poderá durar até cinco meses e que polícia está se preparando para atuação mais intensa tão logo a situação exija, mas está disposta a corroborar pedido de auxílio na organização de filas externas. Alega que exposição à pandemia do covid-19 é diferente do ambiente insalubre/perigoso, visto que risco não se dá exclusivamente no ambiente de trabalho e que a maior parte do dia/noite os bancários passam fora do ambiente de trabalho.

 

Diz que o debate sobre as MPs deve ser tratado isoladamente e que bancos não pretendem pagar bancários afastados que não se encontram trabalhando em home office, mas que se faz necessário negociarmos, visto que trabalhadores não podem ficar sem receber. Destacou que bancos estão convencidos da necessidade de manutenção do isolamento.

 

Lembra que a 1ª reunião por videoconferência para enfrentamento do covid-19 ocorreu em 13/03/2020, destacando que o contágio tem velocidade digital. Ressalta que no dia 17/03 já havia bancários trabalhando em home office e que em 20/03 bancários afastado das dependências dos bancos já somavam mais de 100 mil e hoje já superam 250 mil.

 

Informa que um só banco doou um bilhão de reais para combate à covid-19 e que dez bancos nacionais decidiram apoiar as empresas brasileiras para fabricação de respiradores, com aporte de 272 milhões de reais. Registra que durante a pandemia teremos menos recursos e menos compras e que a economia deverá demorar a decolar novamente. Defende a necessidade de negociação para mitigarmos o risco de crédito e inadimplência.

 

Parabeniza dirigentes destacando que, com o isolamento negociado, evitamos milhares de contaminações e salvamos muitas vidas.

 

Confirmou que os bancos Itaú-Unibanco, Bradesco e Santander darão início ao processo de vacinação contra a H1N1 a partir de São Paulo capital, no próximo dia 15/04.

 

 

A DIRETORIA

13/04/2020 - SEEB
BANCOS SE COMPROMETEM A NÃO DEMITIR

Bancos se comprometem a não demitir

 

   O Bradesco, Itaú e Santander reafirmam o compromisso de não demitir  funcionários durante a pandemia do novo coronavírus. Neste momento, em que os funcionários estão apreensivos e com medo da infecção pelo Covid-19, o momento é de pensar em sua saúde: uns em trabalho remoto e, outros com toda a proteção durante o atendimento ao público.

   A suspensão das demissões com certeza tranquiliza e, diminuí a ansiedade entre os funcionários.

 

A DIRETORIA

13/04/2020 - SEEB
Deltas da Caixa

DELTAS – Caixa vai pagar neste mês de abril

 

Neste mês de abril, a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL pagará aos seus empregados os deltas de promoção por mérito ano-base 2019. Apenas receberão deltas, àqueles empregados que já atingiram 40 pontos e, o modelo aprovado prevê pontuação máxima de 70 pontos.

Os critérios objetivos foram distribuídos da seguinte forma: 20 pela conclusão dos três cursos previstos no Conquiste da unidade; 5 pontos para o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) realizado (não pode estar vencido); e, outros 15 pontos para a frequência medida pelo Sistema de Ponto Eletrônico (Sipon).

Além disso, o empregado também pôde alcançar até 10 pontos extras por meio de iniciativas de autodesenvolvimento. Cada curso feito e registrado no Siged – tanto na Universidade Caixa como fora dela – dá direito a dois pontos limitados a 10.

O sistema também considera critérios subjetivos, que garantem até 20 pontos referentes à nota consolidada na avaliação de competências realizada em 2019.

Para conquistar os deltas, o empregado não pode ter mais de quatro faltas sem justificativa. Os deltas foram apurados e creditados após a consolidação dos resultados da avaliação de competência.

 

A DIRETORIA

31/03/2020 - SEEB
AUDIOCONFERÊNCIA FENABAN

AUDIOCONFERÊNCIA FENABAN

 

Por videoconferência, a Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociação – CEBNN se reuniu na tarde desta segunda-feira (30), com a Comissão de Negociação da FENABAN, que assegurou que os bancos irão manter a quarentena, que hoje envolve 230 mil bancários – representando 50% da categoria –, que se encontram trabalhando home office.

 

Destacando a necessidade de melhorar e ampliar as medidas já implementadas para preservar a vida e a saúde dos bancários e clientes, a Comissão solicitou que:

 

1) os bancários que se encontram trabalhando durante essa crise recebam insalubridade, em face da exposição durante o trabalho.

2) as filas externas sejam organizadas pelo poder público, que detém poder para zelar a distância que os clientes necessitam manter entre si.

3) se encontre forma de compensar/amenizar os efeitos do estresse decorrente do trabalho com risco de vida pessoal e familiar, hoje realizado pelos bancários, que estão trabalhando nos atendimentos, como por exemplo, o acréscimo de 5 dias de férias futuras para cada 2 meses trabalhado durante a crise.

4) a disponibilização de materiais de proteção – em especial álcool gel (especialmente para quem manuseia dinheiro) e máscaras –, para todos os bancários, que se encontram trabalhando presencialmente, considerando o elevado risco de contágio e da fatalidade do covid-19.

5) esclarecimento aos bancários mais jovens sobre a necessidade/ importância da observância dos cuidados e procedimentos recomendados, inclusive uso de EPIs, como recomendado pelas autoridades da saúde.

6) higienização criteriosa/rigorosa das máquinas de atendimento 24 horas.

7) antecipação da vacina H1N1, prevista para 15/04.

8) empenho do sistema financeiro para buscar apoio governamental e da classe empresarial para viabilizar teste em massa, como realizado pela Alemanha e Japão, com vistas  a possibilitar o isolamento da parcela da população infectada pelo coronavírus.

 

A FENABAN destacou que há 2.100 agências fechadas e disse que os bancos estão aprofundando a análise dos procedimentos adotados para prevenção. Registou que EPIs devem ser objeto de preocupação.

Respondeu que até o momento não tem como assegurar a antecipação da vacina H1N1. Enfatizou ainda que, além dos 2 meses de suspensão dos pagamentos, os bancos fizeram acordo com o Banco Central e BNDES para disponibilizar pagamento das folhas de pessoal das empresas, no importe de até R$ 2.000,00 por trabalhador, com encargos de 3,75% ao ano, a serem pagos pelo período de até 3 anos.

Informou que a ideia é de que haja mecanismos para que a sociedade suporte a crise. Assegurou que a meta do setor financeiro é de respeitar os decretos municipais, estaduais e federal, observado os preceitos constitucionais.

 

DIRETORIA SEEB ITAJUBÁ E REGIÃO

 

26/03/2020 - SEEB
COVID-19: CEF ANUNCIA MEDIDAS

COVID-19: CEF ANUNCIA MEDIDAS

 

A Caixa Econômica Federal está tomando uma série de medidas para enfrentar a situação nacional de combate à proliferação do novo coronavírus (Covid-19), entre elas a suspensão de parte do atendimento presencial ao público.

Para não deixar de prestar o serviço, a empresa vai concentrar esforços na atuação dos autoatendimentos, com abastecimento de numerário e processamento de depósitos. Dentro das agências, o atendimento presencial ficou restrito a saques de seguro desemprego, INSS, abono salarial, FGTS daqueles clientes que ainda não têm senha, ou que precisem efetuar o desbloqueio de cartão e senha da conta.

As agências estão iniciando o expediente às  10h para atender os clientes do grupo de risco.

 

Afastamento

 

A Caixa está orientando o afastamento imediato de empregados com suspeita de infecção por COVID-19 e estabeleceu um protocolo para notificação dos recursos humanos e superior hierárquico, seguido de avaliação das providências necessárias para fechamento da unidade e direcionamento da equipe para trabalho remoto e quarentena de até 14 dias.

Em casos de empregados com sintomas, mas sem atestado, fica determinado: afastar ou priorizar no trabalho remoto.

 

Licença Prêmio 

 

A CAIXA autorizou empregados a utilizarem licença-prêmio, além da APIP e antecipação de férias, caso desejarem.

 

Suspensão da cobrança de Metas

 

A empresa suspendeu a cobrança de metas durante todo o período da crise sanitária do novo coronavírus.

 

Trabalho remoto

 

A Caixa Econômica Federal comunicou que 70% dos empregados de agências estão liberados para trabalho remoto. Para isto, está disponibilizando o um sistema para permitir que os empregados realizem o atendimento via WhatsApp das demais atividades operacionais das agências. A empresa está orientando que os empregados que estão no grupo de risco (gestantes e lactantes, adultos com mais de 60 anos, portadores de doenças cardiovasculares, como hipertensão; diabetes; tratamento de câncer e pessoas com deficiência) fiquem em casa, trabalhando remotamente. A Caixa informou que está disponibilizando computadores e “desktop” para aqueles empregados, que não têm equipamentos  em casa.

Trabalho nas agências

Os empregados distribuídos nas agências, que não são do grupo de risco, deverão trabalhar em regime de escala semanal. Cada gerente de unidade, em parceria com os empregados, vai estabelecer um quadro de atividades com as escalas.

 

Prevenção

 

A empresa também afirmou que adquiriu equipamentos de proteção, como máscaras e álcool gel 70%, que estão sendo distribuídos às unidades. Também informou que reforçou junto às empresas de conservação e asseio, que tenham “rigor máximo” na limpeza das instalações da agência (maçanetas, portas de segurança, máquinas de autoatendimento).

A Caixa também está providenciando mais pontos de distribuição de álcool gel para facilitar o acesso aos empregados.

Vacinação em abril

 

A CAIXA também informou que vai antecipar para o início de abril a campanha de vacinação, prevista inicialmente para julho. A medida preventiva visa dar mais segurança para a saúde dos trabalhadores.

 

A DIRETORIA

 

25/03/2020 - SEEB
ERRATA - DATA DO 13º DO ITAÚ

ERRATA – DATA DO 13º ITAÚ

 

       Informamos que a data correta do pagamento do 13º antecipado à ser pago pelo Itaú é 27/04/2020, informamos erroneamente a data no informativo de ontem pois também recebemos errado de acordo com os nossos canais internos de comunicação. Pedimos desculpas pelo desencontro e agradecemos aos colaboradores que nos alertaram.

 

A DIRETORIA

 

24/03/2020 - SEEB
Crise Covid 19 - Boas Notícias

CRISE COVID 19 - BOAS NOTÍCIAS

 

        Em meio a uma crise de escala global sem precedentes, onde só recebemos notícias negativas, tanto de saúde pública bem como de um governo Federal nefasto, incompetente e que não pensa nos trabalhadores, temos a grata satisfação de trazer duas excelentes notícias para tranquilizar os bancários colaboradores do Itaú e Santander:

 

ITAÚ

 

O Banco Itaú/Unibanco comunicou que vai tomar algumas medidas para amenizar os impactos da pandemia do novo coronavírus na vida de seus colaboradores. Segundo a instituição, todos seus funcionários irão receber no próximo dia 27/03 (sexta-feira) os valores referentes a 100% do 13º salário. O pagamento será feito juntamente com o salário.

No comunicado, o banco Itaú reafirma seu compromisso em suspender as demissões, a não ser em caso de desvio ético ou justa causa. O Programa Agir também não sofrerá impactos. Isto porque o banco vai garantir a média da pontuação dos últimos 3 meses, ou o piso mínimo de 1000 pontos, dos dois o maior.

 

SANTANDER

 

        O Banco Santander comunicou que não iniciará nenhum processo de demissão em todo o território nacional durante o período mais crítico da epidemia de coronavírus (Covid-19), salvo apenas nos casos de justa causa ou de violação do Código de Ética da organização.

 

         Ressaltamos que tais conquistas só foram adquiridas graças ao esforço diuturno e constante do Movimento Sindical junto á FENABAN nesses dias tão difíceis, esperamos e aguardamos que os outros Bancos anunciem medidas parecidas nos próximos dias, nossa maior preocupação é com a saúde do Bancário e pela manutenção dos empregos de todos.

 

DIRETORIA SEEB ITAJUBÁ E REGIÃO